Como fazer fluxo de caixa

Um dos principais aspectos que devem ser controlados na gestão financeira do seu empreendimento é o fluxo de caixa. E isso vale até para quem é autônomo! Ter um fluxo positivo ajuda a garantir a liquidez nas emergências ou na hora de reinvestir com segurança a sobra do caixa.

O fluxo de caixa, como o próprio nome já indica, é o movimento de entrada e saída do dinheiro no empreendimento e a sua boa gestão consiste em controlar os gastos e otimizar a entrada de dinheiro.

Você é um empreendedor ou um prestador de serviços perdido em seu fluxo de caixa ou simplesmente precisa melhorar na gestão financeira? Fique de olho nessas 6 dicas para manter o fluxo de dinheiro sob controle.

Registre todas as movimentações e categorize-as

Não importa o valor, é importante registrar qualquer movimentação financeira, seja entrada ou saída. Dessa forma, é possível saber para onde vão seus gastos, qual a soma das pequenas despesas, o que possibilita encontrar qualquer desperdício de dinheiro. É importante separar tudo em categorias diferentes, para que seja fácil identificar quais são os principais tipo de gastos e rendas e de onde eles vêm. Não vale colocar apenas “gastos” e “ganhos”, pois assim você não saberá como usou os recursos.

Verifique o fluxo de caixa diariamente

Ter um acompanhamento diário da movimentação ajuda a prever qualquer surpresa antes que seja tarde demais, afinal, o fluxo garante que você possa se planejar. É muito comum fazer uma venda e registrá-la no fluxo. Mas fique atento, pois só é movimentação financeira quando é um valor já recebido. Portanto, vendas a prazo não têm lugar no fluxo.

http://www.portalmei.org/planilha-fluxo-de-caixa-mei/

Leave a Reply